terça-feira, 19 de dezembro de 2017

A BUSCA ANALÍTICA



Situado numa poltrona, 
Penso, quando não quero...
Rasgado por dentro, 
Quase ou sempre 
Não encontro palavras
Para situar-me através 
Da escuta do que me falta.

Falo para que um dia
Eu possa ouvir e recalcular 
A rota, a minha rota.

Sempre há algo em mim
Que me ultrapassa, 
surpreende e me faz desejar
Mais, ainda o que desconheço.

Sou exatamente o que 
Não posso descrever...
Repito para fazer algo novo 
Do que me falta.

Sigo sempre tentando 
Fazer novo algo que do
Passado me faz causa.

Maicon Vijarva
2017/12/19

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.