terça-feira, 19 de dezembro de 2017

TRÍADE DA VIDA



O passado
Se envolve com 
O presente 
Na mesma
intensidade que 
O futuro se envolve 
Com o passado.

O presente só é
O caminho para o sujeito
Fazer melhor [ou não] com a 
Forma com que 
Goza sua vida,
Sempre se havendo
Com a responsabilidade


Do passo dado.

Maicon Vijarva
2017/12/19

A BUSCA ANALÍTICA



Situado numa poltrona, 
Penso, quando não quero...
Rasgado por dentro, 
Quase ou sempre 
Não encontro palavras
Para situar-me através 
Da escuta do que me falta.

Falo para que um dia
Eu possa ouvir e recalcular 
A rota, a minha rota.

Sempre há algo em mim
Que me ultrapassa, 
surpreende e me faz desejar
Mais, ainda o que desconheço.

Sou exatamente o que 
Não posso descrever...
Repito para fazer algo novo 
Do que me falta.

Sigo sempre tentando 
Fazer novo algo que do
Passado me faz causa.

Maicon Vijarva
2017/12/19

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

ANGÚSTIA DE SUSTENTAR UMA ANÁLISE


A psicanálise é para todo ser humano que excede, que transborda os próprios limites e, numa obsessão desmedida, o limite do outro. O amor e desejo estão presentes nessa disputa de amor e ódio. Ama-se e odeia-se o mesmo objeto de desejo. 

A obviedade de se ouvir muito sobre amor na análise às voltas do ódio, do ressentimento, da amargura são próprio da singularidade de viver tal amor rodeado de sofrimento que antecede o presente. Trata-se de um passado que ainda persiste em se desenhar no presente, pulsante [...] vivo. Que atuará como um superego invejoso diante das novas configurações afetivas.

Não há uma receita que possa autorizar o sujeito a se haver com seus sofrimentos, eliminando-os de forma permanente.  A angústia de uma análise é construir [sem recurso nenhum] algo a partir de uma perda. É deixar de sustentar um ideal para redescobrir novos meios para se reinventar.

A angústia é um sentimento intenso e muito presente no trabalho analítico. O osso é duro de ser roído, por estar diante da impossibilidade de ser possível ser feito algo a respeito. No entanto, é atravessado pelo acolhimento da escuta do analista que o analisante sente-se o mínimo de segurança possível para encontrar em seus próprios insights ferramentas que o possibilite a ultrapassar os semblantes que o impedem de se constituir como singular.

O preço que se paga na análise não é o valor investido nela, mas trata-se mais, ainda. Os efeitos de uma sessão analítica podem durar dias, semanas e meses. A psicanálise implica que o sujeito se responsabilize por seu sofrimento, por sua escolha, por como deseja gozar. Se dá conta ou não do que se propõe. Se é viável ou não.

A análise psicanalítica é viajar diante do mar aberto com uma única ferramenta: a bússola. E saber utilizá-la é o que fará toda a diferença frente ao acaso e surpresas que esperam por cada sujeito em sua singularidade.

Pode-se planejar muito, mas é preciso saber que existe uma força que rompe planos, trajetórias e devastam ideias. É a partir da devastação que a vida dá autonomia para o sujeito se reinventar. Por isso, não se prenda aos ideais culturais, convencionais e conservadores.

Há dois caminhos na vida. Ser irresponsável com o próprio desejo e inconsciente, gozando de forma desastrosa ou ser responsável com o seu desejo e inconsciente, percorrendo um caminho que beira a loucura, ao desespero e angústia. Mas que o leva cada vez mais próximo do que possa ser o seu destino, com uma forma singular de contribuir com ele.


domingo, 3 de dezembro de 2017

CRESCER


Que sentimento estranho que é intuir que se está crescendo. Há inúmeras formar de evitar a inundação do crescimento. Talvez, o mais comum, seja seguir o fluxo sem se questionar sobre o percurso que vai se mostrando em milésimo de segundo.

A vida é apostar tudo numa ideia que inspira, que dá fôlego à esperança, saboreando o gosto agridoce da angústia de perder tudo. Freud em Mal-Estar na civilização já desenhava uma ideia do quão é difícil compreender a própria dinâmica para os que foram um pensamento bem refletido e gerado às volta do amor, e o quão mais, ainda é para os que foram um pensamento mau refletido e pensado às voltas da pressa e insegurança.

Crescer é insistir, recordar, repetir até chegar ao  entendimento de uma molécula da elaboração que convocando ao crescimento. É processo de longo prazo, longas experiências, que vão nutrindo e constituindo um saber a respeito de nós mesmos.